quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Bodes Expiatórios

São muito bonitos os prémios para Malala, mas continuamos a temer pelas retaliações contra outras meninas inocentes. Os taliban afirmam (como de costume), que o problema é que as pessoas não entendem a beleza do Islão.

 


Taliban: Malala ganha prémios por "trabalhar contra o Islão"
AFP, 10 de Outubro
  Miranshah (AFP) - Os taliban paquistaneses disseram esta quinta-feira que a activista adolescente Malala Yousafzai não tinha feito "nada" para merecer um prestigiado prémio de direitos humanos da União Europeia e prometeram tentar novamente matá-la.
    O Parlamento Europeu atribuiu o prémio Sakharov de direitos humanos à rapariga de 16 anos, que se tornou um embaixadora global pelo direito de todas as crianças irem à escola, desde que sobreviveu a uma tentativa de assassinato pelos taliban.

    Malala sobreviveu ao tiro na cabeça desferido por um pistoleiro em 9 de Outubro do ano passado, e é vista como a mais cotada candidata ao prémio Nobel da Paz, que será anunciado na sexta-feira .

    "Ela não fez nada. Os inimigos do Islão estão a premiá-la porque ela deixou o Islão e se tornou secular", disse o porta-voz dos Tehreek (taliban paquistaneses), Shahidullah Shahid por telefone de um local não revelado.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.