sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Ore pelo Daniel



Ore pelo Daniel, uma das vítimas inocentes dos terroristas do Hamas 

Daniel Tregerman, um menino de 4 anos de idade, foi morto por um ataque com mísseis vindos de Gaza, e disparados pelos terroristas do Hamas. O trágico acidente ocorreu na sexta-feira à tarde, faz hoje uma semana, enquanto Daniel brincava na sala de estar da casa da sua família.



O míssil atingiu um carro nas proximidades da área de Sha'ar Hanegev, ferindo o menino com estilhaços. Daniel morreu devido aos ferimentos. 

De acordo com o IDF, o projéctil disparado do terreno da famosa escola administrada pela ONU; no bairro de Shejajiah, em Gaza. 

Nesta «escola» foram encontrados repetidamente mísseis do Hamas (que a ONU devolveu aos terroristas). Nesta «escola» ensina-se ódio, terrorismo, bombismo suicida, islamonazismo:


Esta «escola» foi palco de muitas encenações que a Imprensa internacional cobriu como se fossem verdades:

Lembramos, por exemplo:

Israel ataca escola da ONU, ou as tretas do costume

e

Haverá sempre palhaços!

com vídeo e fotos de ridículas encenações de ataques e de mortes, e dos terroristas a usarem as suas crianças como escudos humanos enquanto atacam as crianças israelitas.



 Daniel Turgerman tinha 4 anos

  
É ridículo, absurdo e revoltante, que Israel seja o ÚNICO país no Mundo que tenha que argumentar sobre o seu direito de se defender. Os bárbaros muçulmanos já despejaram mais de 14 mil mísseis sobre Israel desde que o Estado Judaico lhes deu Gaza. Vivem das fortunas doadas pelos contribuintes americanos, europeus, pelo banco Mundial e pelo mundo islâmico, e dedicam-se a chacinar judeus. É o projecto de vida e a razão de existir desta gente de Gaza.

Israel não pode tolerar, como nenhum outro país do Mundo faria, viver paredes meias com uma amálgama de terroristas. Que vão para a terra deles! Eles mesmos admitem que são egípcios e jordanos. Não há nem nunca houve nenhuma «Palestina» nem nenhuns «palestinos».

Israel tem que se deixar de contemplações e pulverizar o Hamas & C.ia de uma vez por todas! O Daniel e muitos outros inocentes poderiam ainda cá estar, se Israel já tivesse esmagado os terroristas. Se eles insistem em fazer dos filhos deles bombas humanas, é profundamente lamentável, mas é escolha deles. Os inocentes é que não têm culpa nenhuma.

Este blog não é confessional, mas acreditamos em Deus. Para todos os nossos leitores, Shabbat Shalom. Se for crente, ore por este menino.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.