segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

O Gaio

O gaio-comum (Garrulus glandarius) é uma ave da família Corvidae. Pode ser encontrado numa vasta área que vai desde a Europa Ocidental até ao noroeste africano, passando por toda a Ásia continental e sudoeste asiático. Gaiato quer dizer ladino, alegre, esperto.

Via AMIZADE LUSO-ISRAELITA:

Ricardo Gaio Alves é professor na Universidade Lusófona, ativista político do LIVRE e difamador de Israel.

O Charlie Hebdo pode ser, e é, vendido em Israel.


Link para a notícia do Haaretz: http://www.haaretz.com/news/national/1.640958

O "Livre" é um partido de extrema-esquerda. E o Gaio também, naturalmente. Ou não fosse o gajo modernaço e politicamente correcto que é. 

O Ensino Superior está de há muito colonizado pela extrema esquerda. E é assim, com mestres deste calibre, que a extrema-esquerda vai formatando as novas gerações e lançando as bases dos "amanhãs que cantam" - e que passam necessariamente pela terraplanagem da Democracia. 

Odeiam Israel, naturalmente. Porque apoiam tudo quanto seja a destruição da Democracia e da Liberdade:


Se Israel vende o Charlie nas livrarias, os Gaios dirão que está a "provocar". Se não vende, é porque "não é uma democracia". Preso por vender e por não vender Charlie, portanto!

O dilema que se põe em Israel é precisamente o que todo o Mundo Livre enfrenta: liberdade de expressão versus terrorismo islâmico. 

Como sociedade LIVRE que é (ao contrário de TODOS os países comunistas e islâmicos, que os Gaios apoiam), a questão discutiu-se.  

O Charlie com a Maomé na capa estava para ser vendido apenas online, para evitar acusações de provocação por parte dos muçulmanos - um deputado árabe do Parlamento de Israel ameaçou com represálias terríveis se tal acontecesse.

Mas o livreiro acabou por comprar milhares de exemplares para distribuir pelos israelitas.  

O que irá o Gaio agora cantar?
  

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.