terça-feira, 24 de novembro de 2015

Keffiyehs ao alto pela cadela Diesel?

A valente Diesel deu a vida por nós
Tivemos há dias a triste notícia de que a valente cadela 'Diesel' foi abatida pelos terroristas islâmicos que se acoitavam em  Saint-Denis, subúrbio de Paris, França, preparando mais massacres (link CORREIO DA MANHÃ).

Há uns meses tivemos manifestações de gente que chorava, gritava e se rojava pelo chão, em protesto contra o abate do cão Excalibur, em Espanha. 

Tratámos o assunto no post Keffiyehs ao alto pelo cão Excalibur!, onde postámos vídeos dos esquerdistas-palestinianistas-bloquistas, com os seus lenços à moda do terrorista Yasser Arafat - um herói para esta gente - a gritarem, a chorarem, a urrarem e a rebolarem-se pelo chão. Quem se interesse por Psiquiatria, pode dar uma vista de olhos:


No post Keffiyehs ao alto pelos cães de  Hebron? escrevemos que nunca vimos esta gente esboçar o mínimo protesto contra o extermínio de cães em Espanha, por parte dos invasores muçulmanos, e a exigência de que esses animais sejam banidos do país.

É que no Islão, os cães são proibidos (mas o que é que não é proibido no Islão???...), mas os histéricos aí de cima ficam-se de rabinho entre as pernas, num frémito saboroso de antecipação da hora em que terão o mesmo destino que os cães: "É a cultura deles, matar os cães e matar-nos a nós, 'tás a ver? Temos que respeitar, senão... somos racistas e colonialistas."

Em Hebron, Israel, patrulhas da polícia "palestina" abatem cães a tiro, como forma de diversão, e atiram-nos para o lixo, alguns ainda vivos:


 Não vimos keffiyehs ao alto. Como não veremos pela cadela Diesel, que era uma cadela "IMPÁRIÁLISTÁ, PÁ! CÓLÓNIÁLISTÁ, PÁ! CÁPITÁLISTÁ, PÁ! SIÓNISTÁ, PÁ!".
'ISTO ANDA TUDO LIGADO, PÁ!'
"Então mas os terroristas estão a matar pessoas em França, no Mali, na Tunísia, no Líbano, em Israel, em todo o mundo, e estes vêm falar de cães?" - perguntarão, talvez, algumas pessoas. 

Idiotas-génios: o cocainómano psicopata imbecil comunista-islamista Diego Maradona, aos gritos de apoio aos terroristas.

É que, como diz uma canção de um excelente músico - politicamente nos nossos antípodas - "isto anda tudo ligado".

E anda. Sobretudo a estupidez.

Os chamados extremistas islâmicos reivindicam Israel como sua terra porque os Árabes a invadiram em 1920. Logo, "é deles".

Os chamados extremistas islâmicos reivindicam Espanha e Portugal como sua terra porque os Árabes a invadiram no século VIII. Logo, "é deles".

Os chamados extremistas islâmicos reivindicam O MUNDO INTEIRO como sua terra porque os muçulmanos o estão a invadir diariamente, aos milhões. Logo, "é deles".

A percentagem de militantes da esquerda-idiota que se submete ao Islão, é significativa.  Tão certo como toda a sua acrimónia ser dirigida aos Estados Unidos, a Israel, à Europa e ao Mundo Livre em geral.

E isto é dramático, porque são estes idiotas que moldam a opinião pública, nomeadamente nos media.

 E eis como se pode ser bom na música e mau nas ideias:


1 comentário:

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.