terça-feira, 17 de novembro de 2015

"Palestinos" apoiam ISIS e Massacre de Paris

"Palestinos" de Gaza: "Nós Apoiamos o ISIS e o terrorismo em França!"

Os "palestinos" de Gaza não só apoiam o ISIS /Estado Islâmico e os ataques terroristas em França e em outros lugares; eles também agem em nome do ISIS.

Os "palestinos" da Faixa de Gaza realizaram um comício na segunda-feira em apoio do Estado Islâmico (IS ou ISIS), bem como aos recentes ataques terroristas islâmicos em França.

"Hoje, estamos a dizer a França e aos países do mundo que embora o Islão nos mande respeitar todas as religiões, também nos ordena punir e matar aqueles que ofendem o profeta islâmico Maomé" - disse Abu Abdallah al-Makdissi, um dos manifestantes, à Reuters.


Terroristas do ISIS em Gaza  (Foto: Dabiq)

Dezenas de polícias do Hamas foram implantados no comício, às portas do Centro Cultural Francês, onde os manifestantes se reuniram depois de queimarem bandeiras francesas.O centro já foi alvo de ataques terroristas do ISIS. A organização terrorista islâmica assumiu a responsabilidade pelo ataque bombista ao centro cultural na cidade de Gaza, em 12 de Dezembro.

Árabes de Gaza nas fileiras do ISIS


Os manifestantes na segunda-feira empunhavam cartazes com as caras dos terroristas que executaram o massacre do Charlie Hebdo e do supermercado Hiper Cacher em Paris, que causou quatro mortos judeus.

 Amedy Coulibaly (E) e Hayat Boumeddiene, os autores do massacre na mercearia kosher em Paris. (Foto: Polícia francesa)

Entoando slogans com as habituais ameaças do ISIS, os manifestantes gritaram: "AGUARDEM MAIS HERÓIS DO ISLÃO, Ó ADORADORES DA CRUZ!".
 
 
Terroristas do ISIS em marcha (Foto: Dabiq) 
A Reuters relata que muitos dos manifestantes usavam uniformes semelhantes ao traje todo preto usado pelos terroristas do ISIS, e que se identificaram como apoiantes de várias  facções jihadistas (luta armada islâmica). Perto do final do comício, eclodiram tumultos entre manifestantes e polícias, que dispararam para o ar para dispersar o protesto, relata a Reuters.

 Proclamação do ISIS, entoada no comício em Gaza:

AMPLO APOIO AO ISIS EM GAZA


Terroristas do ISIS massacrando populações. (Foto: pamelageller.com)

O ISIS goza de um amplo apoio entre os árabes "palestinos". Uma sondagem recente constatou que entre os árabes do Médio Oriente, os "palestinos" mostram o maior apoio ao ISIS. Quase um quarto (24 %) dos "palestinos" vê o ISIS com bons olhos. Mesmo aqueles "palestinos" com opinião negativa sobre o ISIS, são menos negativos do que outros grupos árabes.

Gaza bate recordes no apoio ao ISIS


"Palestinos" de Gaza também se juntaram ISIS na Síria. Alguns morreram em combate.

Outro relatório recente mostra que centenas de terroristas "palestinos" estão a abandonar a organização terrorista Hamas, que consideram muito moderada, para se juntarem às células do ISIS que operam contra Israel.

Por: Aryeh Savir



NOTA: Enquanto vos escrevemos, mais jogos de futebol cancelados em toda a Europa devido a tentativas de ataque terrorista, das quais sobressai uma ambulância carregada de explosivos; mais um bombista suicida muçulmano abatido pela Polícia no Canadá (que elegeu recentemente um P.M. islamista) - será que os jornais vão noticiar "POLÍCIA ABATE MUÇULMANO", como fazem quando a Polícia de Israel abate os mesmos terroristas?; Obama continua a querer obrigar os Estados da União a receberem mais "refugiados" - apesar de a maioria se opor; etc., etc.. Uma coisa é certa: a culpa do massacre de Paris, e dos milhares de mortos, feridos, torturados, sequestrados, estropiados, que a jihad causa a cada semana, é de tudo e de todos - menos do Islão!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.