segunda-feira, 17 de julho de 2017

Então você quer boicotar Israel? - Tecnologia


Então você quer boicotar Israel?
Então a sua organização decidiu boicotar todos os produtos e serviços de Israel. Aqui está uma lista de actividades que você precisa executar para cumprir este boicote. 
Parte 1 - Tecnologia
Passo 1 - remova todos os processadores Intel Pentium e Celeron de computadores pessoais (desktops, laptops e notebooks), já que estes foram desenvolvidos ou fabricados em Israel.
Note que o revolucionário novo processador Ivy Bridge será fabricado em Israel. Todos os computadores que executam o sistema operacional Windows XT devem ser desligados imediatamente, pois tudo isso foi desenvolvido em Israel. Todos os sistemas operacionais actuais da Microsoft não devem ser usados ​​porque a Microsoft depende fortemente do seu centro de R&D em Israel.
Passo 2 - Todos os computadores que ainda funcionem precisam de ter os seus softwares anti-vírus e firewalls pessoais removidos, pois essa tecnologia foi criada em Israel. O firewall da organização também precisa de ser desligado. A equipa não deve mais abrir e-mails externos, pois a maioria destes está infectada com vírus. Nenhum e-mail poderá ser enviado. O algoritmo (código) usado hoje para enviar e-mails foi feito por um israeleita que trabalhou na Universidade Ben-Gurion em Be'er-Sheva em 1980.
Passo 3 - Destrua todos os telemóveis, já que esta tecnologia foi desenvolvida em Israel, onde os primeiros telefones móveis foram fabricados. A tecnologia de chip móvel de uma única empresa israelita já foi instalada em mais de 100 milhões de dispositivos. Somente a equipa de nível superior poderá reter telefones celulares para situações de emergência. No entanto, o uso de SMS (Texting) é expressamente proibido, já que esta facilidade foi desenvolvida em Israel. Nenhum dispositivo 4G pode ser usado, pois o chipset é israelita.
Etapa 4 - Desligue o seu serviço de correio de voz e exclua todas as mensagens gravadas. Empresas israelitas inventaram o sistema de correio de voz. Se alguém que você não conhece responder à sua chamada telefónica, então desligue. Os centros de chamadas israelitas e a tecnologia de call center estão em operação generalizada no Reino Unido.
Passo 5 - Antes de aceitar qualquer material impresso, verifique se o fornecedor não utilizou o dispositivo israelita que poderá ter economizado até 50% da tinta.
Passo 6 - Em casa, não utilize o Facebook, pois muitas aplicações incorporadas e complementares são desenvolvidas pela Israel. Não assista a vídeos na Internet, pois a plataforma utilizada para carregá-los pode ser da AOL e, portanto, de uma empresa israelita. Não use a Internet para procurar respostas para as suas perguntas, pois isso pode envolver o uso de um mecanismo de busca desenvolvido por Israel. É melhor permanecer na ignorância.
Passo 7 - Na sua TV ou centro de entretenimento doméstico, não use Video On Demand (VOD) para assistir a filmes, pois você pode inadvertidamente ver um anúncio exibido usando o software israelita. Não compre dispositivos de jogos, pois é provável que eles usem a tecnologia israelita.
Passo 8 - Não leia livros usando um e-book, pois pode estar a usar inadvertidamente tecnologia israelita. Não use o armazenamento de dados, pois pode ter sido desenvolvido no centro de R&D de tecnologia de armazenamento de Israel.
Passo 9 - Não compre um carro eléctrico, pois é provável que ele seja alimentado com uma bateria israelita ou use tapetes de carregamento desenvolvidos por Israel. Continue no trânsito, sabendo que está a poluir o meio ambiente e a financiar regimes despóticos ricos em petróleo.
(CONTINUA)


Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.