quinta-feira, 27 de julho de 2017

VÍDEO: Detectores de metal não são problema em Meca... nem em lugar algum!

Após o assassinato de 2 guardas drusos israelitas no Monte do templo, por dois terroristas muçulmanos que introduziram armas no local e atacaram a partir da FALSA mesquita de Al-Aqsa, Israel resolveu instalar detectores de metais no Monte do Templo (actualmente ocupado pelos muçulmanos).
Indignação global contra Israel! Como podem os israelitas recusar serem abatidos pelos islamistas?
Nos protestos contra os detectores de metais, os muçulmanos assassinaram mais 5 israelitas.Mais celebrações islâmicas e mais prémios milionários para os terroristas e famílias - consulte a secção INTIFACADA.


No entanto, em quase todos os lugares sagrados do Mundo, existem detectores de metal - do Vaticano a Meca! 
Os detectores de metal são aceites sem protestos por milhões de muçulmanos que chegam de todo o mundo em Meca, na Arábia Saudita, para o Hajj, uma peregrinação islâmica anual.


Os detectores são vistos como uma medida de segurança necessária num mundo cada vez mais sob ataque de terroristas islâmicos.
Em Israel, todos os cidadãos passam por minuciosas revistas e por detectores de metal em todo o lado, seja numa discoteca, seja no Muro das Lamentações. Só se queixam os islamistas, os extrema-esquerdistas e os pró-terroristas em geral. As pessoas de bem, acatam.
Entretanto, Israel, cedendo à pressão global para não ofender os muçulmanos, retirou os detectores de metais. Agora, os muçulmanos, o mundo islâmico e mundo em geral, exigem a retirada das câmaras de vigilância!
Resumindo: em todos os países do Mundo, as autoridades tomam as medidas de segurança que entendem. E ninguém as questiona. Já há anos que temos países como a França ou o Reino Unido em estado de guerra, em alerta total, por causa da ameaça islâmica. E atiram a matar sobre os terroristas. Quando se trata de Israel, é exigido que os israelitas se deixem matar, até que se extingam, ou até que entreguem a soberania aos colonos árabes, para que estes os extingam. O anti-semitismo é uma doença incurável.

- Veja os posts anteriores sobre o massacre dos dois polícias drusos e o que se tem seguido:

O terrorista está a salvo! Uf!

Nunca volte as costas à mesquita

Terroristas matam 2 polícias na Cidade Velha de Jerusalém

Vítimas do ataque terrorista de hoje eram polícias drusos (VÍDEO)

Holocausto em Câmara Lenta

"Autoridade Palestina" aumenta prémios para assassinos

Agora mesmo: mais 5 israelitas inocentes assassinados

Aqui é em França. As autoridades identificam uma muçulmana, que faz o teatrinho do costume. Se estas imagens fossem de Israel, haveria condenações na ONU, mais judeus assassinados em todo o Mundo, e o Abade Louçã voltaria a descer as avenidas em apoio dos seus camaradas terroristas.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.