sexta-feira, 28 de julho de 2017

VÍDEO: motins "palestinos" continuam em Jerusalém, Judeia e Samaria


Os árabes continuam a causar o caos em Jerusalém, usando como pretexto o Monte do Templo, o local mais sagrado do Judaísmo, actualmente ocupado pelos muçulmanos.
Na sequência de um ataque terrorista que vitimou dois polícias, cometido por muçulmanos que saíam da pseudo mesquita de Al-Aqsa, Israel instalou detectores de metais - como existem em quase todos os lugares sagrados do Mundo. O que os muçulmanos agora exigem é a remoção das câmaras de segurança.

As forças de segurança permanecem em alerta elevado na Cidade Velha de Jerusalém, Judeia e Samaria e em todo o país, enquanto os tumultos árabes, protestos e violência continuam.

Apesar da remoção dos detectores de metais e outros aparelhos de segurança, a violência só aumentou. Nenhuma concessão que Israel faça jamais satisfará os muçulmanos, pois a extinção dos judeus é um mandamento islâmico:


 


Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.