sexta-feira, 15 de julho de 2016

Muçulmanos exultam com Massacre de Nice


NOTA: Substituimos vídeos hoje, dia 19/1/2017. O lóbi esquerdista-islamista que manda no YouTube e na Internet, retira tudo quanto mostre a realidade do terrorismo islâmico.
Mohamed Lahouaiej Bouhlel, 31 anos, muçulmano devoto, criminoso conhecido, avançou com o seu camião contra a multidão aos urros de "Allau Akbar!".
Mais um massacre cometido há pouco pelo Islão, desta vez em Nice, França, por ocasião das celebrações do Dia Nacional, e que causou - até agora - 84 mortos.
Isto é simplesmente o Islão. O Islão manda matar os infiéis. Enquanto não entendermos isto (israelitas incluídos) continuaremos a morrer.

P.S. - Os "especialistas" já disseram que o senhor Mohamed cometeu este massacre aos gritos de "Allahu Akbar", porque se sentia alvo de "discriminação racial" e estava "psicologicamente desequilibrado". Uma estranha "discriminação" e desequilíbrio" que só afectam muçulmanos, todos os dias, a cada hora, desde há 1,400 anos!


Apenas mais um episódio de morticínio e horror espalhados pelo Islão. Este massacre teve a particularidade de ter sido cometido no coração do Mundo Livre. Todos os dias, no Califado Global, milhares de inocentes sofrem o interminável horror do islamismo.


"O número de mortos já é de 62 cruzados franceses e infiéis pecaminosas em Nice, França .. Alá é grande, Alá é grande" - o colono muçulmano do Reino Unido, o racista e supremacista Asghar Bukhari é dos muitos muçulmanos que partilham a sua imensa alegria por mais esta matança de infiéis.

Diz também o pacífico senhor Asghar Bukhari, nos tweets que está a enviar em celebração:

"A Sociedade Ocidental tem e sempre terá um problema de racismo e uma doença mental que a levará a matar, matar e matar "

O senhor Asghar Bukhari é adepto de uma ideologia que já ceifou mais de 240 milhões de vidas inocentes, que só cristãos mata 11 por hora, que mata, mutila, estupra, tortura, aos milhares a cada dia.

A ESQUIZOFRENIA ISLÂMICA
Como a generalidade dos muçulmanos, congratula-se com a chacina de infiéis e alega que são os infiéis que chacinam muçulmanos:

Neste tweet celebratório, este muçulmano - que não será incomodado pela Polícia; só os infiéis é que são presos por dizerem a verdade sobre o Islão - o senhor Asghar Bukhari afirma que o Governo francês, que acolhe e sustenta milhões de muçulmanos... está "a matar milhões de muçulmanos"!
Asghar Bukhari é apenas um exemplo da esquizofrenia islâmica.
Em Israel passa-se exactamente o mesmo. Eles matam israelitas e dizem que são os israelitas que os matam.


Vídeo e fotos AQUI e AQUI.

O contentamento é grande no mundo islâmico (como sempre)

 

 Muçulmanos festejam o 11 de Setembro.

“Apoiantes do Estado Islâmico celebram o massacre em França nas redes sociais” 
Reuters, Julho 14, 2016:
Os defensores do Estado Islâmico estão a comemorar nas redes sociais sociais um ataque ocorrido em França por um camião que acelerou contra a multidão que assistia a um fogo de artifício no feriado nacional do Dia da Bastilha, matando pelo menos 73 pessoas e ferindo 100.

"O número de mortos chegou a 62 cruzados franceses e infiéis pecaminosos em Nice, França .. Alá é grande, Alá é grande!", dizia um tweet.
O motorista atirou-se em alta velocidade por mais de 100 metros ao longo da famosa Promenade des Anglais na cidade francesa de Nice antes de bater na massa de espectadores. O motorista foi morto a tiro, disse o vice-presidente do município, Sebastien Humbert, à rádio France Info.

Humbert descreveu um claro ataque criminoso. O motorista ainda não foi identificado
[Na verdade, foi. É um muçulmano].
Moradores da cidade mediterrânica, que fica perto da fronteira italiana, foram aconselhados a ficar em casa. Não há até agora sinal de qualquer outro ataque.

Quase exactamente oito meses depois de militantes do Estado Islâmico terem, assasinado 130 pessoas em Paris. No domingo, a França tinha suspirado de alívio, quando o Euro 2016, torneio de futebol com mês de duração terminou sem um muito temido ataque.

Algumas imagens da celebração islâmica do Massacre de Nice:


Nesta última imagem, pode ler-se: 
"ESTE MÊS É 'MÊS DE ORGULHO'. MUITOS SODOMITAS VÃO ANDAR POR AÍ LIVREMENTE. ESCOLHA OS ALVOS E COMECE A DISPARAR".
E o muçulmano assim fez:


Agora, a grande preocupação dos políticos vai ser o "receio de represálias" contra os muçulmanos (represálias que nunca acontecem, diga-se).
Já o foco dos jornalistas e palhaços esquerdalhistas afins, não pode ser a "necessidade de banir as armas", até porque em França elas já são proibidas aos cidadãos ordeiros.
Talvez banir os camiões...
P.S. - Depois de uma vista de olhos pelas Televisões, e à falta de outra coisa em que pegar, os comentadeiros e politiqueiros sabujos e ignaros voltam à velha cantiga de que "isto não é o Islão, isto são apenas alguns indivíduos que se servem do Islão".
Não, senhores! -  Isto é precisamente o Islão! Estudem! Estudem a História! Estudem o Islão! O Islão é incompatível com os valores do Mundo Livre. Deve ser totalmente banido, como o Nazismo!
Enquanto os comentadeiros e politiqueiros nos forem enganando com essas patranhas, continuaremos todos a morrer, até não restar nenhum de nós.
Felizmente que Donald Trump e outros vêm a caminho, pois esta classe política e estes especialistas em ignorância não valem NADA!


O JIHADISTA BARACK HUSSEIN
 

Entretanto, na declaração oficial da Casa Branca, o muçulmano Barack Hussein Obama, fala de um "terrível ataque terrorista" cometido por  um inimigo que ele se recusa a identificar.
E "oferece toda a assistência necessária para investigar este ataque".
Pam Geller pergunta se Pearl Harbor também precisa de ser "investigada".
De facto, e vistas bem as coisas, a Batalha de Ourique pode ter oposto os Portugueses aos  Mongóis. Ou aos Dementors. Ou a Cretinos dos Alpes, quiçá.
Isto é, obviamente, guerra. Mas o terrorista muçulmano Barack Hussein Obama continua a fingir que se trata de uma série de incidentes criminais isolados.
Enquanto isso, o mundo islâmico festeja. E AVANÇA SOBRE NÓS!


Pôr este canalha como líder do Mundo Livre foi um erro colossal!

Veja também o Obamatório


POST-SCRIPTUM:

Entretanto, a Torre Eiffel arde:


Nada a ver com o Islão, claro!

Tal como estes e muitos outros cartazes de propaganda, incitando os muçulmanos a exterminarem os europeus:



Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.