terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Purim: Apoie as vítimas do Terror



Os países que aparecem a cores são ditaduras islâmicas (passe a redundância) vizinhas de Israel. Consegue descobrir Israel, em cor de rosa claro? É manifesta a exiguidade das dimensões da pequena democracia do Médio Oriente. Israel  tem 20.770 km². Portugal, tem 91.985 km². O mundo muçulmano anseia pela extinção do minúsculo Israel, e faz por isso diariamente. Terra que foi conquistada para o Islão, na óptica deles, será sempre islâmica.




Em Israel, as crianças nos infantários são alvo de bombardeamentos, de tiros de snipers e dos terroristas que chegam pelos túneis subterrâneos. Neste vídeo, o dia-a-dia das crianças israelitas alvejadas pelos terroristas de Gaza, mais um território que o minúsculo Estado de Israel deu aos árabes em troca da paz que eles não querem. De 1960 a 2004, 95% de todos os actos terroristas no mundo foram islâmicos.

---------------------------------------------
Leve alegria nesta festa de Purim às vítimas israelitas do Terror
Envie Cestas para as famílias das vítimas
Leve alegria e bênçãos às famílias israelitas que sofreram a dor e o trauma de um ataque terrorista. O seu presente vai tocar-lhes o seu e tornar a celebração ainda mais especial!

Infelizmente, existem milhares de vítimas do terror que sofreram muito e precisam da nossa compaixão e amor.

As vítimas mais trágicas são as crianças, cuja dor é devastadora. As crianças precisam e merecem ter o seu divertimento! Junte-se a nós no envio de guloseimas e brinquedos a essas crianças especiais.
 Compartilhe bênçãos e alegria com as vítimas do Terror
Juntamente com o seu presente, inclua uma mensagem pessoal de apoio e incentivo - gesto muito apreciado pelas famílias.
Agradecemos a sua bondade e generosidade para com estes heróis de Israel. Clique na imagem para enviar o seu cesto de Purim:

http://unitedwithisrael.net/purim/?c=eh1


Uma iniciativa da organização cristã e judaica United With Israel

---------------------------------

CAMPANHA PELOS ABRIGOS ANTI-BOMBA PARA ISRAEL:

http://unitedwithisrael.org/shelters/


- Um exemplo entre tantos do terrorismo islâmico contra Israel, neste caso mais uma obra dos pacíficos atiradores de pedras, que o Ocidente esquerdista tão romanticamente ama:

OS APEDREJADORES PALESTINOS DESTROEM A VIDA DAS CRIANÇAS
Há poucos dias, Adva Biton testemunhou no julgamento de um homem palestino acusado ​​de atirar as pedras que colocaram a sua filha Adele, de três anos, no hospital, até hoje. A vida dela mudou drasticamente naquela noite trágica.


A pequena Adele Biton sofreu danos irreversíveis

Em Março de 2013, Adva Biton conduzia o carro levando as suas três filhas a caminho de casa perto de Ariel. Um menor palestino atirou pedras contra o camião na frente do seu carro. O camião parou de repente e Adva não teve tempo para reagir. Colidiu directamente com o camião. As filhas de Adva de cinco e quatro anos de idade ficaram levemente feridas, mas a sua filha de três anos de idade, Adele, ficou gravemente ferida.

 Atiradores de pedras palestinos

"Toda a sua alegria, toda a sua vida lhe foi tirada com a idade de três anos", disse Adva durante seu depoimento no tribunal.
A bebé permanece no hospital até hoje, e exige a presença constante de Adva ou do seu marido. "Eu já não estou em casa, eu não estou disponível para os meus três filhos", disse ela. "Eu tenho que ser uma mãe, mas eu moro no
Hospital Levenstein. O meu marido não foi a casa em mais de 10 meses. Ele já não dorme em casa. É como se já não tivéssemos família.""Ver uma criança ligada a um milhão de tubos é muito difícil. A sua vida foi destruída por causa dos apedrejamentos. É difícil para mim lidar com o facto de que a minha filha vai ser prejudicada em todos os sentidos por causa de tal acto. É um trauma diário, quando uma pessoa vê o seu filho ofegando, com a cabeça pendendo para baixo, e não pode fazer nada."Este artigo foi originalmente publicado no blog oficial das Forças de Defesa de Israel.Data: 19 de Fevereiro de 2014

- Os árabes, israelitas e não israelitas, são tratados nos hospitais de Israel. E retribuem mandando israelitas para o hospital.

4 comentários:

  1. Continue postando, você faz um ótimo trabalho.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  2. Em

    http://publico.pt/mundo/noticia/ataque-de-islamistas-radicais-a-liceu-na-nigeria-faz-pelo-menos-29-mortos-1626115

    nem uma referência ao facto de que todas as vítimas eram cristãos. Nem uma. Uma só... porquê? porquê? porquê?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa pergunta! Suponho que seja um misto de medo de represálias, medo de perderem o emprego quando eles mandarem nisto, e desejo de encobrir o terrorismo islâmico, por ódio ao Ocidente, que o combate.

      I.B.

      Eliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.