terça-feira, 19 de agosto de 2014

Hamas: Cessar-fogo é para destruir Israel



A pouco e pouco, e à medida que os jornalistas ocidentais regreaam ao Mundo Livre (e já não temem pela vida), vão aparecendo aqui e ali, casos raros de honestidade, de profissionais que relatam as práticas dos terroristas do Hamas: 

- o uso de escudos humanos, os mísseis disparados de casas de habitação e edifícios públicos (escolas, hospitais, mesquitas, hoteís), as encenações de supostos ataques do IDF, a contabilização das mortes de terroristas como sendo de civis, as encenações de mortes, os terroristas vestidos à civil, disparando do meio da multidão, os túneis de terrorismo, etc., etc., etc.. 

Temo-lo relatado aqui, e nos sites da barra laterál há muito mais (chamamos a atenção para o blog do IDF - esta é a versão em Espanhol.

Nos media, a natureza terrorista do Hamas,é totalmente escamoteada. Foi assim com o mega-terrorista Arafat, e com todos os líderes terroristas "palestinos", que trairam todas as negociações e jamais tiveram outra intenção que não a destruição de Israel.

----------------------------------------------
Hamas: Cessar-fogo permite-nos de preparar futuras batalha para destruir Israel
Numa declaração feita antes das negociações entre Israel e o Hamas, o porta-voz do Hamas Mushir Al-Masri deixa claro que o Hamas não tem nenhuma intenção em fazer a paz com Israel, seja sob que forma for.


Al-Masri disse: "No léxico da resistência, a palavra tahdiah [pausa], significa preparação para as batalhas que virão" e que a resistência "continuará a desenvolver, fabricar e expandir o seu arsenal de armas ... até que o inimigo sionista deixe a nossa terra em sua totalidade".  
 Eis o vídeo:

Fazemos votos sinceros de que Israel destrua o Hamas, retome Gaza e expulse do seu pequeno território TODOS os terroristas, os seus cúmplices e  apoiantes.

10 mil israelitas manifestaram-se pela destruição do Hamas, para que o IDF acabe o trabalho:


Israel tem que destruir o Hamas, sob pena de ser destruído por este bando de assassinos. O país está paralisado. O ano lectivo não abrirá nos prazos previstos, porque os terroristas continuam a alvejar massivamente as escolas nas horas de entrada e saída de alunos. E este é um de muitos aspectos da vida sob as bombas do Hamas.

P.S. - Com o apoio da população de Gaza, que se tem manifestado em peso pela continuação dos ataques a Israel, os terrorista do Hamas quebraram o cessar-fogo pela 11ª vez. Na Imprensa, dizem sempre que é Israel. Se calhar assim vendem mais.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.