segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Dick Tracy Comes Alive

Ora aqui vai um cacharolete de boas notícias de Israel:


Ainda se lembram do detective de ficção Dick Tracy e do seu relógio-TV-rádio? A companhia israelita Glide inventou um sistema de envio de mensagens em vídeo a partir de um relógio de pulso. Onde irá parar o progresso?...



 ELEFANTE VERDE

Em Tel Aviv a estação central de autocarros é possivelmente o edifício mais detestado da cidade, de tão feio. Vulgarmente conhecido como "O Elefante", a sua demolição foi muitas vezes considerada, mas posta de parte, pelos prejuízos financeiros e ambientais que provocaria.

Com um tráfego diário de mais de 70 000 pessoas e  5000 autocarros, o edifício tem 15 entradas, quatro sinagogas, três igrejas, uma loja de animais, um estúdio de tatuagens, uma biblioteca Yiddish, uma organização de defesa dos refugiados, sex shops, lojas de artigos judaicos, uma discoteca da moda, um supermercado, duas clínicas, espaço para 1.400 lojas, um cinema (que não está a funcionar actualmente), galerias de arte, e... um abrigo anti bomba atómica. Mais israelita não podia ser!


A fealdade do edifício nunca impediu que os jovens o usassem para praticar break-dance

O colectivo Onya resolveu dar-lhe uma feição nova. Onde "cresciam" graffiti, crescem agora alfaces, morangos, e outras plantas, iluminadas por luzes led e regadas com sistema gota a gota.


Nesta biblioteca pública - que funciona num sistema de confiança entre a instituição e os leitores - o verde já é visível.

A visão dos criadores é esta.

MAIS COMIDA COM MENOS ÁGUA


A Netafim foi  fundada em 1965 e tem como lema produzir mais com menos gasto de água.

A companhia de água israelita Netafim, presente em vários países - nomeadamente Brasil e Portugal - foi seleccionada para participar num projecto de
micro-irrigação, no valor de 60 milhões dólares , no estado indiano de Karnataka. O projecto vai abranger 12 mil hectares, ajudar 6.700 agricultores em 22 aldeias, aumentar a produção agrícola e economizar 50 por cento do consumo de água.

É assim - com esforço intelectual e físico - que Israel converte o deserto em horta, celeiro, pomar e jardim. Alguns "intelectuais de esquerda" afirmam estupidamente que Israel "rouba a água aos árabes".
A Netafim trabalha assim:


Três singelas boas notícias deste mês, de Israel. O incansável Michael Ordman tem mais, no seu arquivo. Quem nos dera dar muitas, muitas mais boas notícias de Israel.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.