quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Grande Mufti justifica Massacre de Paris com "Islamofobia"

“E quando encontrares os infiéis, corta-lhes a garganta" (Alcorão 47:4)

 

O Grande Mufti da Austrália declarou que o massacre a sangue frio de 129 inocentes em nome de Alá constitui uma gravíssima chamada de atenção para todo o Mundo Muçulmano (25%  da Humanidade!), para que para que proceda a uma reflexão urgente, para que assuma as suas responsabilidades e para que tome uma posição firme e colectiva no repúdio e no combate ao terrorismo islâmico, de forma a eliminá-lo, de uma vez por todas. 
NÃO, NÃO, ESTAMOS A BRINCAR, É CLARO!!!
Esta alta autoridade islâmica (qualquer coisa de equivalente a um Cardeal no Catolicismo) fez saber que a culpa do massacre de Paris é da "Islamofobia", e que os 129 franceses foram assassinados em nome do Islão, porque tinham um medo "irracional" do Islão.
- Via The Religion of Peace / A Religião da Paz (também em Francês e Espanhol); escolha o idioma que mais lhe agrada e estude a História, a Filosofia e a Praxis Islâmica. É que se faz cada vez mais tarde...

Festa rija no Mundo Muçulmano une inimigos mortais - xiitas e sunitas: O diário iraniano Vatan Emrooz publicou na sua capa de 15 de Novembro de 2015, uma foto de um corpo coberto com uma mortalha na frente de um café parisiense, apresentado como o cadáver de uma das vítimas do  massacre de 13 de Novembro, cometido pelo ISIS, com o subtítulo: "O FUTURO PRÓXIMO CHEGOU: O JANTAR ESTÁ PRONTO." 
Dreuz Info e MEMRI
 -----------------------------------

Agora mesmo, via 'OBSERVADOR':
Dois mortos em esfaqueamento por palestiniano em Israel
Dois homens foram mortos em Telavive num ataque com uma faca realizado por um palestiniano, que foi ferido e detido, indicou a polícia.

57% dos árabes israelitas diz que o ISIS não é um grupo terrorista e que os representa. E se eu disser que NÃO É POSSÍVEL A NINGUÉM VIVER LADO A LADO COM OS MUÇULMANOS, também serei "islamófilo"?

A generalidade dos media nada diz, ou limita-se a dizer que "ocorreram esfaqueamentos em Israel". Exija aos media que contem a verdade. Escreva, telefone, insista! E participe na manifestação de apoio a Israel.

20.Jan.2015 - Soldados franceses montam guarda na frente da Catedral de Notre Dame, em Paris, a seguir aos ataques do Charlie Hebdo e Hiper Casher.

O Cardeal de Paris, nas cerimónias em memória das vítimas do Massacre, pediu aos muçulmanos que escolhessem - não alguns indivíduos, mas os muçulmanos no seu conjunto - se querem um Islão que "adora a Deus decapitando pessoas", ou um Islão ao serviço da Humanidade. Toda a gente viu na TV.

O Grande Mufti da Austrália, representante de milhões de muçulmanos, já declarou a sua escolha. 

13.Jan.2015 - A mãe e a irmã de Yoav Hattab, umas das vítimas do ataque a um mercado kosher de Paris, choram ao lado caixão antes do cortejo funerário, a seguir aos ataques do Charlie Hebdo e Hiper Casher.

Do blog LEI ISLÂMICA EM ACÇÃO, uma breve compilação do que é Islão, para contrapor à massiva campanha de branqueamento mediático:

Publicações em português sobre o islamismo e a jihad



E-books
Lei Islâmica (Sharia) para os não-muçulmanos ==> link

Jesus e Maomé, Diferenças Profundas e Semelhanças Surpreendentes ==> link

Jihad e o Reino de Deus ==> link 
Islamismo e a Trindade ==> link
Islamismo e a Cruz de Cristo ==> link 

Livros
Segredos do Alcorão ==> detalhes e comentário

"Portugal é um país católico e nasceu exatamente do propósito de libertar o território e o seu povo cristão do jugo islamita." - O CÃO QUE FUMA.

 Fim do Ramadão de 2014 no Martim Moniz, Lisboa


Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.