quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Meninos terroristas


Este vídeo é uma prova clara dos efeitos que o incitamento islamista tem sobre a juventude árabe no Médio Oriente.

Como é que uma criança chega ao ponto de cometer um ato de terror, sabendo muito bem que isso poderia levar à sua própria morte?

O problema é que estas crianças são ensinadas (na escola, na mesquita, nos media) que assassinar um judeu é o mais alto nível de martírio que uma pessoa pode atingir, dando origem a enormes recompensas na vida após a morte.

Como é possível aspirar a viver em paz com pessoas que ensinam os seus filhos a odiar e assassinar, e que se opõem à própria paz?

Como é possível que o mundo continue a tolerar e a financiar organizações terroristas como o Hamas ou a Fatah, que se dedicam em exclusividade a usar o seu próprio povo como arma de ódio e terrorismo anti-semita?
 
Têm respectivamente 12 e 13 anos, estes meninos terroristas. Nos mundo muçulmano, e especialmente nas áreas de influência muçulmana em Israel, até programas infantis do género da Rua Sésamo ensinam a "matar todos os judeus", como temos repetidamente mostrado, com vídeos, nomeadamente na nossa secção CRIANÇAS.

Como é possível que o mundo continue a fechar os olhos a estas atrocidades?
Vidas inocentes ceifadas na presente campanha de terrorismo contra Israel:

Eram gente como nós.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.