quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Minuto de silêncio por Paris - Estádio irrompe em Allahu Akbar


"Maomé é o Apóstolo de Alá. Aqueles que o seguem são impiedosos para com os infiéis, mas misericordiosos uns para com os outros" - Alcorão 48:29
Na Televisão, na Rádio, nos Jornais, na Internet, 24 sobre 24 horas, os mais doutos especialistas em Islão explicam-nos que os muçulmanos devotos - os que cumprem o preceito de odiar, submeter e chacinar os "infiéis" - são uma ínfima minoria. Por uma coincidência espantosa, toda essa ínfima minoria esteve presente ontem, no jogo amigável entre Turquia e Grécia.

NOTA: PEDIMOS DESCULPA, PORQUE ESTE VÍDEO ESTÁ PERMANENTEMENTE A SER DENUNCIADO PELO LÓBI ISLAMISTA. SEMPRE QUE VAI ABAIXO, TENTAMOS REPOSTÁ-LO:
O estádio irrompeu em gritos de Allahu Akbar durante o minuto de silêncio em memória das vítimas do Massacre de Paris:


Inglaterra recebeu a selecção nacional francesa de futebol. Não descortinámos Karim Benzema, o argelino que se recusa a cantar "A Marselhesa". Mas vimos todo o estádio a cantar o Hino Nacional Francês. Uma cena comovente.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.