sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

NOVA FATWA ISLÂMICA: Um pai pode ter luxúria pela sua filha se ela tiver mais de 9 anos



Diyanet é a mais alta autoridade religiosa na Turquia e a autoridade final na interpretação do Islão. Controla as 85.000 mesquitas do país. 
Recentemente, a autoridade emitiu uma fatwa - uma interpretação das regras islâmicas - que criou um intenso debate. 
A uma pergunta de um crente, a Diyanet respondeu que de um ponto de vista islâmico que não tem impacto sobre um casamento "se um pai beija sua filha com luxúria".


Alta autoridade religiosa islâmica beija menina na boca (com a luxúria que se pode ver) e pergunta-lhe "se foi bom". Ao lado, a avó da menina, acha simplesmente natural. Tão natural como a excisão do clitóris, obrigatória no islamismo e defendida pelas feministas ocidentais.

De acordo com a Diyanet, não há nenhum pecado "se o pai olha para sua filha e sente luxúria". A filha deve, no entanto, "ter mais de nove anos".
Esta fatwa vem logo após outra fatwa da Diyanet, que disse que os casais casados não devem dar as mãos, porque tal poderia conduzir a outras coisas, coisas que são haram (ilegais) no Islão. Em alguns países, tal poderia até mesmo ser razão para o casal ser morto por apedrejamento. 
Estas duas fatwas recentes dão uma visão da sexualidade no Islão, que é completamente irreal e repugnante aos olhos ocidentais. 
"Erro lamentável nas traduções" 
A fatwa provocou uma tempestade de indignação on-line, e a página foi removida. Mas ainda está em circulação, porque houve quem a guardasse. 
Agora, o chefe da DiyanetMehmet Görmez (foto acima), tenta remediar o escândalo e afastar-se da fatwa original. A emissora turca TRT diz que a interpretação dramática foi devida a um lamentável erro na tradução do Árabe! 
A nova resposta à questão do desejo do pai e da filha agora diz, segundo a Diyanet, que o incesto é uma "aberração patológica". 
Há apenas um problema - e que todos (pelo menos na Turquia) sabem. Os especialistas religiosos da Diyanet são perfeitamente fluentes em Árabe. Eles nunca fazem erros banais de tradução como este, nunca! Mas, é claro, eles tiveram que inventar alguma desculpa e esta foi provavelmente a menos esfarrapada que arranjaram.  
NÃO É FALSIFICAÇÃO. O DOCUMENTO AINDA ESTÁ DISPONÍVEL NO GOOGLE CACHE: http://archive.is/f4A9b


 Via TERROR SCOOP
POR CADA CASO QUE AQUI DIVULGAMOS, DE CLÉRIGOS MUÇULMANOS QUE ENDOSSAM A PEDOFILIA, FICAM CENTENAS DE FORA. POR CADA CASO DE ESTUPRO DE CRIANÇAS QUE AQUI DIVULGAMOS, NA NOSSA SECÇÃO "CRIANÇAS", FICAM MILHÕES DE FORA. SÓ NO REINO UNIDO, FORAM ESTUPRADAS POR MUÇULMANOS MAIS DE 1 MILHÃO DE CRIANÇAS.
O site TERROR SCOOP compilou alguns, que temos traduzido, mas o assunto é, infelizmente, inesgotável: 


Aqui no Mundo Livre, é difícil acreditar que tais coisas possam existir. Por causa da nossa louvável tolerância religiosa, tendemos a supor que as religiões são todas moralmente iguais. Não é assim, como pode constatar-se se se estudar o Islão.
Atreva-se a fazê-lo:

2 comentários:

  1. Perante isto tudo, o que dizer ? TRUMP ?..........TEM RAZÃO!!!!

    ResponderEliminar
  2. Ou o Islã é detido agora ou em breve não haverá mais como detê-lo.

    ResponderEliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.