quarta-feira, 2 de agosto de 2017

As MENTIRAS da bloquista Shahd Wadi no Al-Público (hordas islâmicas atacam crianças judias)

Mentira tem perna curta 

- a não ser que seja sobre judeus...


Há 17 anos, a foto de um adolescente judeu a sangrar, depois de ter sido espancado pelos muçulmanos, foi mostrada ao Mundo como sendo uma vítima "palestina" no Monte do Templo.
A estratégia Pallywood continua (clique no logo e visite o site que desmonta as propagandas Wadiescas):

http://www.pallywood.com/

As autoridades políticas e religiosas "palestinas" apelam continuamente ao assassinato de judeus e premeiam os terroristas que o fazem - ver INTIFACADA.
No caso recente, dois polícias drusos foram assassinados e Israel mandou instalar detectores de metais, o que levou a mais israelitas assassinados, como mostrámos em posts recentes.
A senhora Shahd Wadi, "feminista" (!!!) do do Bloco de Esquerda, apoia o terrorismo anti-semita nas páginas do Al-Público. Nada de espantar. Os seus camaradas -  - incluindo o embaixador* - fazem o mesmo na ONU!
 * ver

 

A senhora Wadi, representante dos terroristas da Fatah e do Hamas no Al-Público com a má-fé típica da sua ideologia, omite o terrorismo islâmico contra os israelitas (igual ao que vitima europeus aqui na Europa) e faz referência a "um soldado que atacou uma criança que estava a rezar". 
A senhora Wadi (a Linda Sarsour cá do pedaço) tem a lição bem estudada e evoca "crianças", que é sempre um tema que apela ao sentimento.
Mas as únicas crianças que são atacadas em Israel (e regularmente assassinadas) são as crianças judias, pelos correlegionários terroristas da senhora Wadi, cuja religião promete o paraíso a quem matar judeus e cristãos.
Aqui está um vídeo recente de ataques dos camaradas da senhora Wadi a famílias de judeus, COM CRIANÇAS, no Monte do Templo:


Mas a apoiante do bando terrorista islamista-nazi Hamas diz que foi ao contrário.
A VERDADE, os jornalistas não mostram. Mandam os árabes fingirem que estão a ser atacados, e fotografam - foi agora, no Monte do Templo:

O canal PALESTINA LIVRE tem muitos vídeos que mostram a realidade dos ataques e da matança de judeus pelos terroristas correlegionários da senhora Wadi.
E mostra como são fabricadas as MENTIRAS que ela debita. Aqui, podemos ver a Imprensa a mandar uma velhinha chorar, para depois contar uma estória qualquer inventada a denegrir Israel e os judeus:

 
(O que a Brigada das Mártires da Mesquita do Al-Público se deve divertir a imaginar aldrabices, nas mesas dos bares da moda do Bairro Alto...).
"Ai que o Monte do Templo também é sagrado para o Islão" - Muçulmanos fazem concurso de dança no Monte do Templo:


Os muçulmanos estão-se nas tintas para o Monte do Templo (o local mais sagrado do Judaísmo) e para a mesquita que lá está, a profanar o local. Dantes tinham por lá cabras a pastar. O Monte do Templo é apenas mais um pretexto para destruir Israel.
Aqui, podemos ver a alegria dos jovens muçulmanos (doutrinados na mentira e no ódio desde o berço, como a Wadi Shahd), quando judeus são assassinados:



Apedrejar judeus, passatempo das criancinhas muçulmanas:


Aqui temos um papá "palestino" que manda o filhote abusar sexualmente de uma mulher soldado israelita:

  

Crianças muçulmanas são mandadas pelos pais atacar soldados, enquanto os jornalistas ocidentais esperam por uma reacção para denegrir Israel:

  

Mas festa rija é quando os filhos matam crianças judias:

  

É isto a  senhora Wadi Shahd, apoiante do terrorismo. É isto o Bloco de Esquerda, apoiante do terrorismo.

2 comentários:

  1. O Senhor anda a falhar a sua medicação, claramente.

    ResponderEliminar
  2. Ó minha amiga, diga lá porquê, se fizer o favor! Porque é que nos esquecemos da medicação?

    Então a gente mostra-lhe aqui os vídeos, as fontes, a História, o Direito, e nós é que somos malucos!!!

    Parece-me que a senhora é comunista, mas porque não ultrapassa os dogmas anti-semitas da sua ideologia e tenta saber a verdade em vez de rotular os seus portadores como loucos (como a sua ideologia faz, aliás)?

    ResponderEliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.